quarta-feira, 24 de março de 2010

Música “Tá Rindo, é?” representa momento atual da vida de Ana Carolina



cantora Ana Carolina lança o disco “N9ve” neste sábado, em Belo Horizonte. Marcado para começar às 22h, o show conta com efeitos cenográficos, como projeção e até uma chuva de verdade.

Ana Carolina selecionou para este espetáculo canções que refletem os dez anos de carreira: dos sucessos iniciais, como ‘A Canção Tocou na Hora Errada’ e ‘Nada pra Mim’ ao repertório completo do disco recém-lançado “N9ve”.
Ana Carolina autografa CD



Clique aqui e concorra ao CD autografado por Ana Carolina.

A Globominas.com entrevistou a cantora. Leia abaixo a entrevista:

Em que características este disco se difere dos outros?

O disco “N9ve”, lançado em julho do ano passado, estreia a participação de muitas parcerias. É a primeira vez que trabalho com tantos convidados, como Maria Gadu, John Legend e Esperanza Spalding. Outro parceiro constante, Antônio Villeroy, também participou deste álbum.

Uma das músicas deste CD, “10 Minutos”, foi selecionada para o repertório da novela Tempos Modernos, veiculada pela Rede Globo em 2010. Outro ponto que observei é que este CD pode ser considerado mais suave que os outros da minha carreira.

Como você avalia a evolução do seu repertório nestes dez anos de carreira?

Aprendi, ao longo destes anos, que se uma música for suave, ela tem chance de ser ouvida mais de uma vez. O tempo de audição de uma música está relacionado com o grau de suavidade, com o tom, a batida. Desta maneira, vejo que, ao longo do tempo, adotei a este conceito no meu repertório para não cansar os ouvintes. Mesmo que minha voz seja grave, a música envolve o ouvinte com suavidade.

Quando comecei a cantar, com 24 anos, eu era muito jovem e queria agarrar o mundo com uma só canção, geralmente bastante intensa. Ao longo da minha carreira, adquiri mais calma para realizar canções suaves e equilibrar o repertório dos álbuns.

O show deste sábado vai contar com efeitos cenográficos, como uma chuva de verdade. Qual é o conceito do espetáculo?

O show, batizado com o mesmo nome do disco, é dirigido por Bia Lessa. A ideia de incrementar a produção deste evento foi em comemoração pelos dez anos de carreira. A diretora inseriu estes efeitos cenográficos que proporcionam um ambiente impactante. Na abertura do show, eu entro em uma grua, por trás de uma cortina de filó. Nuvens são projetadas no fundo do palco enquanto vou entrando no palco, em cima de um traveling – equipamento usado em filmagens cinematográficas. O efeito para quem vê de longe é de que estou flutuando. Durante o show, são projetadas imagens de prédios iluminados e de partes de cidades urbanas. Pedro Farkas é quem dirige a projeção das imagens, que tem um papel forte no espetáculo. Uma chuva de verdade é recriada durante o espetáculo para trazer a cidade para dentro do palco. O show, direção musical de Alê Siqueira, exalta o conceito de urbanidade, que tem relação com as letras do disco.

Qual música define o momento atual da sua vida?

Como eu faço música, é difícil escolher uma canção que reflita um momento de vida, mas, neste momento, gosto muito de uma música deste disco que faz a seguinte pergunta: “Tá rindo, é”?

Veja, abaixo, a letra da música:

Ana Carolina – Tá rindo, é?

Ah, hoje eu quebrei o meu despertador logo pela manhã
Tocou atrasado e eu quase perdi o horário da van,
Agora você vê como são as coisas Maria José,

Se der

Se der, pra você me emprestar aquele seu vestido azul cor de mar
E se não servir vou tentar perder um quilo e meio até

Semana que vem é o tal casamento e eu não tenho o que
usar

Se der

Ah, e falando nisso homem bom, hoje em dia, tá ruim de
arranjar
Aquele que eu tinha eu peguei com outra, mandei ele
andar
Malandro e folgado comigo não dura mais nem um luar,
Tá rindo, é?

Ah, vamos dando risada que a vida nos chama não da pra
chorar
A minha oração é bem curta pro santo não entediar
E vamo que vamo e vamo que vamo

Ah, vamos dando risada que a vida nos chama não da pra
chorar
A minha oração é bem curta pra não entediar
E vamo que vamo e vamo que vamo que dá

Ah, recebi um torpedo da telefonia no meu celular
Prometendo desconto às três da manhã se eu puder
falar
Mas de madrugada, quem vai me atender, quem vai me
ligar? (Eu heim!)

Tchau
Fique tranqüila que o vestido eu cuido, não deixo
sujar
Quem sabe eu te ligue pra pode a tarifa a gente
aproveitar
Ou quem sabe até eu arranje alguém novo pra me
namorar
Tá rindo, é?

Ah, vamos dando risada que a vida nos chama não da pra
chorar
A minha oração é bem curta pro santo não entediar
E vamo que vamo e vamo que vamo

Ah, vamos dando risada que a vida nos chama não da pra
chorar
A minha oração é bem curta pra não entediar
E vamo que vamo e vamo que vamo que dá

E vamo que dá
E vamo que dá

Nenhum comentário:

Postar um comentário